Notícia

2º Feicamp promove debate sobre cenário de empreendedorismo com participação de representantes da ACIBa

9 de Novembro de 2018

Atividades integram os 120 anos da Associação Comercial

A Associação Comercial e Industrial de Bagé foi parceira do 2º Fórum de Empreendedorismo e Inovação da Campanha (FEICAMP),  iniciativa que aconteceu durante os dias 5 e 6 de novembro, visando promover o empreendedorismo de inovação. Neste período  acadêmicos, docentes, pesquisadores, empresários e o público em geral participaram de palestras e workshops sobre o tema. Os eventos ocorreram nas dependências do Salão de Atos da Urcamp.
Na tarde da terça-feira(06.11), integrando o Feicamp aconteceu uma mesa redonda onde foi debatido o cenário de empreendedorismo e inovação e as novas possibilidades baseadas no atual momento político em que vivemos. Os temas foram variados e debatidos por personalidades reconhecidas no cenário empresarial. Participaram da mesa o 1º Secretário da ACIBa,  Presidente da Federação dos Jovens Empresários do RS, sócio do hotel Fenícia e do app Delivery Much Bagé,  Rafael Minotto, o vice presidente da ACIBa,  diretor presidente das lojas Obino, sócio da corretora de seguros Segurasul e sócio da franquia Chilli Beans em Bagé, Pedro Ernesto Obino e o Diretor da TopWay, Daniel Nalério. 
O evento foi mediado pelos jornalistas Felipe Valduga e Melissa Louçan do Jornal Minuano sob a coordenação do professor João Henrique Costa.  Os debatedores deram seus depoimentos, expuseram suas opiniões durante a mesa redonda que durou cerca de uma hora e foi transmitida ao vivo, pela pagina do Jornal MINUANO no Facebook.


ACIBa traz especialistas em Coaching para palestrar na  Feicamp
"Liderança e empreendedorismo no mundo VUCA" foi o tema da palestra ministrada pelas psicólogas Liliane Becker e Cecília Nunes na noite da última terça-feira (06.11), também integrando a Feicamp. O mundo Vuca é como se descreve características marcantes do momento em que vivemos como: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Apesar de o termo ter sido incorporado mais recentemente ao vocabulário corporativo, ele surgiu na década de 90 no ambiente militar.  No entanto, também se aplica perfeitamente ao ambiente de negócios atual, o que gera novos desafios tanto para os profissionais quanto para as organizações.
As palestras abordaram comportamento humano,  Gestão  Estratégica de Pessoas, Psicologia Organizacional e Comunicação Corporativa. Sobre o empreendedorismo no Brasil elas argumentaram que existem 49,3 milhões  de empreendedores, 59,4% empreendem por oportunidade e desdes, 24 milhões são mulheres.
Durante todo o tempo elas fizeram questionamentos que levavam a reflexão:
- Quem aqui conseguiu fazer todas as atividades  previstas para o dia de hoje?
-Seu dia é pequeno para tudo que tem para fazer?
Sobre o mundo VUCA,  explicaram que ele é VOLÁTIL (tudo muda muito rápido), INCERTO (não sabemos como vai ser o amanhã), COMPLEXO (não é possível prever resultados), AMBÍGO (não há uma única saída).
Frases de impacto eram apresentadas ao público o tempo todo: " Num mundo de abundância, a única escassez é a atenção humana". Elas comentaram que um estudo recente descobriu que o efeito da execução de múltiplas tarefas sobre o desempenho das pessoas é comparável a dirigir embriagado.
As psicólogas também deram dicas sobre negócios e a importância de ter autoconhecimento;  conhecer muito bem seu produto ou serviço; oferecer conteúdos; não ter medo de vender, mas se não gosta de vender, tenha alguém que venda para você; construa parcerias fortes, sozinhos demoramos ainda mais, seja rápido e flexível = leveza de pequenas empresas; permita-se inovar constantemente; aprenda nova forma de se relacionar e novas formas de atender seus clientes  e para finalizar: acredite todos os dias.
#Líderes
Elas mencionaram que o papel do líder hoje é de construir a longo prazo, enquanto entrega resultados no curto prazo,  e que é importante pensar no coletivo, achar soluções juntos. "O líder deve focar sua energia nas relações, na construção de equipes e na formação de novos líderes. Isso definirá a perenidade de seu negócio", reforçam. Sobre o engajamento e pertencimento elas questionaram os participantes: Quem conhece sua equipe verdadeiramente? Quais os seus sonhos? O que amam fazer? Qual o motivo de permanecer em sua empresa? Junto com essas respostas foi preciso falar em orgulho. As especialistas deixaram outras questões para serem respondidas: Seus colaboradores convidam amigos para trabalhar na empresa? Falam sobre a marca/negócio/produto no almoço de domingo da família? Nesse contexto afirmaram a necessidade de se ter a dedicação e a confiança no colaborador.
O último questionamento feito foi:  Qual legado você quer deixar nesse mundo de transformações? A mensagem que ficou:  "O segredo é fazer o que você AMA.

Para quem gosta de ler e se informar sobre esses assuntos de empreendedorismo e a dinâmica dos negócios, comportamento e afins elas deixaram algumas dicas de leituras:
- Inevitável -  As 12 forças tecnológicas que mudarão nosso mundo de Kevin Kelly
- Originais -  Como os  inconformistas mudam o mundo de Adam  Grant
- Antifrágil -  Coisas que se beneficiam com o caos de Nassim Nicholas Taleb
- Organizações Exponenciais - porque são 10 vezes melhores, mais rápidas e mais baratas  de Salim  Ismail,  Michael  Malone e Yuri Van  Geest

Galeria de Imagens


Outros posts recentes