Notícia

É grande a expectativa da ACIBa para retomada das atividades do comércio na próxima semana

19 de Março de 2021

Nos últimos dias a Associação Comercial e Industrial de Bagé (ACIBa) intensificou a mobilização buscando sensibilizar os poderes públicos executivos e legislativos sobre a gravidade da situação econômica do município.
A sequência de três encontros teve como objetivo manter o diálogo em defesa dos empresários, de suas famílias, dos seus colaboradores e de todo cidadão bageense. "Reiteramos que não é o comércio e serviços que provoquem aglomerações e que o comprimento do distanciamento social não é sinônimo de proibição do trabalho e fechamento de atividades", reforça o presidente da ACIBa, Ricardo Souza, que esteve acompanhado do vice-presidente da entidade, Luis Eduardo Soares e do presidente do Conselho Superior, Valmor Coradini Júnior.

Encontro com o Presidente da Câmara
O primeiro encontro foi com o presidente da Câmara de Vereadores, Augusto Lara, momento em que foi entregue um requerimento com diversas solicitações onde a entidade solicitou o auxílio do Legislativo para aprovar prorrogações de prazos e renúncia de receitas que condizem com as atuais necessidades dos empresários locais. "Solicitamos a prorrogação das negativas e a postergação do IPTU. Pedimos que o imposto não seja cobrado para as empresas que estiverem fechadas e que as demandas jurídicas do município tenham uma prorrogação de 180 dias, para que os nossos empresários consigam nesse prazo, saldar seus compromissos, principalmente com a folha de pagamento dos seus funcionários", explica Souza.
O presidente do Legislativo consciente prometeu fazer uma moção de apoio às solicitações da ACIBa. Na quarta-feira, representantes da Associação se reuniram com o vice-prefeito, Mario Mena, que aproveitou para explanar sobre a situação da saúde da cidade, onde foi colocado a visão do empresariado e toda a dificuldade que estão enfrentando. "Por fim, a ACIBa, esteve reunida com o prefeito Divaldo Lara, às 10h da manhã, da última quinta-feira, 18/03, onde o gestor foi contundente na sua posição em defender o comércio local", argumentou Souza.

Live com o Prefeito
A extensa reunião culminou em uma live, onde o presidente da ACIBa foi convidado a participar, junto ao prefeito e demais autoridades. A entidade teve a oportunidade de expor a dificuldade que as empresas estão passando de portas fechadas, reforçando que não é o comércio o disseminador do vírus.
Na ocasião o Prefeito anunciou que atendendo ao pedido feito pelo presidente da ACIBa, todas as empresas que estão fechadas terão isenção por 90 dias das taxas de IPTU e de Alvará e as Certidões Negativas terão prazo prorrogado por 90 dias. "Somos terminantemente contra qualquer tipo de aglomeração, mas somos conscientes que as empresas precisam trabalhar, porque sem fluxo de caixa os empresários não têm como saldar ou quitar suas contas, principalmente com seus colaboradores, que tanto necessitam dos seus salários, para também cumprir com seus compromissos", reforçou o presidente. 
"Interpretamos que a partir de segunda-feira vivenciaremos outra situação na cidade de Bagé. Teremos que manter todos os protocolos e todos os cuidados com a saúde dos nossos colaboradores, clientes e com a comunidade, mas precisamos voltar a trabalhar", comenta Souza.  A interpretação da ACIBa é que a partir de segunda-feira as atividades do comércio sejam retomadas com todos os protocolos e com todos os cuidados necessários para o momento.

"Empresários não são criminosos, não são bandidos"
Sobre a intimação recebida pela prefeitura para cumprir, com apoio da Brigada Militar, fiscalizações mais rígidas e punições mais severas aos empresários, a ACIBa discorda. "Essa é uma ação muito forte, até porque os empresários/empreendedores, não são criminosos, não são bandidos. Somos nós que geramos renda, emprego e riqueza no país. Nos próximos meses todos irão sentir uma pesada falta de receita, pois se nossos empresários não produzirem, logicamente não haverá arrecadação para custear essa grande demanda da nossa nação", reforça.

Vacinação as equipes de segurança pública
A Associação também apoiou o prefeito que deu prioridade à vacinação dos profissionais da  segurança pública, pois eles estão em tempo integral atuando em fiscalizações e auxiliando no combate a proliferação da COVID-19. "A pandemia também afeta esses profissionais, que estão expostos ao vírus, permanecendo 24h nas ruas para manter a segurança da população e evitar aglomerações. Reconhecemos que o risco de contaminação é grande, tanto para os profissionais da segurança pública, quanto para os cidadãos que necessitam dos serviços", reforçou Souza.
A ACIBa acredita que essas três reuniões realizadas nesta semana foram satisfatórias e tiveram amplo e total apoio do presidente da Câmara, Vice-Prefeito e Prefeito para que as empresas voltem à normalidade gerando riqueza e renda para o nosso município. "Esperamos que na semana que vem, nós possamos retornar ao nosso trabalho", conclui Souza.

Galeria de Imagens


Outros posts recentes