Notícia

Palestra Liberdade e prosperidade

6 de Junho de 2018

Durante a reunião de integração da ACIBa, realizada na noite da última terça-feira (05/06), a ACIBa trouxe a Bagé, o engenheiro, financista e presidente do Partido Novo RS, Guilherme Enck.
O público pode conferir a palestra Liberdade e Prosperidade: o case de Hong Kong, onde o palestrante explicou como a aplicação de princípios liberais na economia, fez com que essa vila de pescadores, um dos territórios mais pobres do mundo, se transformasse em apenas 50 anos, em um país desenvolvido, que se virou um centro financeiro global.
Em sua explanação, Guilherme falou que Hong Kong é uma região administrativa especial da República Popular da China, tendo sido colônia da Grã-Bretanha por 150 anos. A China assumiu a soberania da Região em 1º de julho de 1997, ocasião em que entrou em vigor a Lei Básica de Hong Kong e o princípio de “Um País, Dois Sistemas”. 
Ele contou que no início da colonização britânica, Hong Kong era apenas uma pequena vila de pescadores, com 20 mil habitantes, e em 1950, depois da segunda guerra mundial, passou a ter 2.3 milhões de residentes.  "O diferencial que fomentou o progresso, é que além dos empreendedores, eles tinham mão de obra farta, baixa regulação, fluxo de capitais - o que se tornava uma combinação perfeita para o livre comércio. Nessa época, nos anos setenta, desenvolveu-se com o polo industrial e, nos anos noventa, tornou-se centro comercial logístico, financeiro e de turismo", argumenta.
O responsável por toda essa prosperidade foi John James Cowperthwaite, secretário de finanças de Hong Kong, que influenciou o mundo com suas ações.


Estatísticas que impressionam
"Hoje, Hong Kong é o maior centro financeiro do mundo, com o maior número de arranha céus. É top 10 em renda per capita, 2º lugar no mundo, em facilidade de fazer negócios, sendo que o Brasil encontra-se na 128º posição neste ranking. É ainda o maior centro bancário e de maior importância do mundo", explica.
Seu crescimento econômico anual de 1961 a 1980 foi de 9% é até 2000, foi de 7,5%.   É top 10 em qualidade de vida, sendo que a expectativa é de 84 anos para homens e para mulheres 87 anos. A taxa de desemprego é de 3% nos últimos 40 anos. O hk dollar é a oitava moeda mais negociada do mundo.
Segundo o palestrante, tudo isso é possível porque Hong Kong tem tarifas zero, baixa regulação, impostos simples e baixos, correção baixa, respeito aos direitos de propriedade e judiciário eficiente, menor índice de corrupção, zero tarifa de importação e exportação, sendo um exemplo a ser seguido.  "Guilherme acredita que todos esses fatos juntos, construíram um ambiente propicio para empreender e para fazer negócios, gerar riquezas, produtos e serviços, fazendo com que Hong Kong, apareça em 1º lugar em todos os índices de liberdade econômica", exemplifica.
"O que o case de hong kong mostra que a democracia não é pré-requisito para o desenvolvimento, apesar de ser o modelo mais justo. O único pré-requisito mostrado por Hong Kong, é que os indivíduos sejam deixados livres, para empreender sem barreiras, empreender sem impostos e criar riquezas da maneira que bem entenderem", finalizou.
Aplaudido pelo público presente, Guilherme tirou dúvidas sobre o case de Hong Kong e aproveitou esse exemplo de sucesso, para mostrar a proposta do Partido Novo, o qual ele é presidente no RS. O partido foi criado em setembro de 2015 e hoje está presente em 60 núcleos, tendo dois mil filiados pagantes no Estado e mais de 20 mil no Brasil, mostrando uma grande perspectiva de crescimento.

Galeria de Imagens


Outros posts recentes